Alimentação no Comunicon 2015

Nessa semana passada aconteceu o Comunicon 2015 – Congresso Internacional em Comunicação e Consumo, e alguns trabalhos apresentados abordaram discussões sobre alimentação. 

O evento organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo (PPGCOM) da ESPM reuniu em São Paulo pesquisadores no 2º Encontro Binacional – Brasil x Portugal, 5º Encontro de GTs de Pós-Graduação e 1º Encontro de GTs de Graduação. Apesar de não contar com grupos de trabalho específicos dedicados à alimentação, o tema esteve presente.

O GT “Comunicação, consumo e institucionalidades” teve sessão coordenada por Maria Claudia de Carvalho, professora do Programa de Pós-graduação em Nutrição da UFRJ. Ali, Raquel Hadler, mestre pelo PPGCOM-ESPM, apresentou o trabalho “As práticas de consumo como forma de ressignificação do sujeito através do Slow Food”, que é baseado em sua dissertação e mostra o impacto das narrativas do movimento nas relações dos membros com o consumo, com eles mesmos e com a sociedade.

Na mesma sessão, o mestrando da PPGCOM ECA-USP Silvio Augusto Jr. apresentou “Possibilidades de interface e contribuições a partir do conceito de Brand Equity ao campo da comunicação”, escrito em parceria com o professor Eneus Trindade, que tem diversos trabalhos aliando consumo alimentar e publicidade. Brand equity, de acordo com o texto, é o culto à determinada marca que inspira a adoção do estilo de vida proposto por essa marca. O estudo de caso apresentado foi dos temperos Sazón.

O GT de “Comunicação, discursos da diferença e biopolíticas do consumo” trouxe o trabalho “A midiatização e alimentos funcionais: Os saberes midiáticos e sabores culinarios na maturidade feminina”, da pós-doutoranda do PPGCOM ECA-USP Selma Peleias Felerico. O artigo recorre à análise do discurso crítica (ADC) do conteúdo de revistas focadas em saúde e corpo publicadas da década de 2010 para discutir práticas de consumo alimentar na maturidade feminina.

O mestrando do PPGCOM-ESPM Lucas de Vasconcelos Teixeira apresentou outro trabalho interessante no  GT “Comunicação, consumo e memória”. “Os Cafés paulistanos e a terceira onda do consumo de café” trata da ressignificação do consumo de café a partir da multiplicação de cafeterias gourmet em São Paulo.

Eu – Joana Pellerano – também apresentei um trabalho no GT “Comunicação, consumo e cidadania” sobre “Cozinhar e comer em Orange is the New Black: Relações de consumo, poder, pertencimento e cidadania”.

Para quem estuda alimentação, consumo e comunicação, vale a pena ler os trabalhos e participar do Comunicon no ano que vem!

Anúncios